terça-feira, 29 de julho de 2008

História do Mozilla Firefox - Mascote!!



História

Dave Hyatt e Blake Ross, que deram início ao projeto Firefox, diziam acreditar que a utilidade do navegador Mozilla estava comprometida com os interesses comerciais da Netscape (que os patrocinava), bem como a inclusão de funções pouco usadas. Foi então que criaram um navegador separado, o qual visava substituir a suíte Mozilla. Atualmente, Ben Goodger (recentemente admitido pelo Google) comanda o time que desenvolve o Firefox.

O Firefox mantém a natureza multi-plataforma do navegador Mozilla original, usando a linguagem de programação XUL, a qual possibilita a instalação de temas e extensões. Porém, acreditava-se que estes add-ons pudessem aumentar os riscos de segurança do navegador. Com o lançamento da versão 0.9, a Mozilla Foundation lançou o Mozilla Update, um site que contém temas e extensões "aprovados" como seguros. Deixa-se a cargo do usuário a decisão de não arriscar baixar add-ons de fontes não-confiáveis.

O MozillaZine, um site com notícias, fórums e weblogs para a discussão de assuntos relativos ao Mozilla (operado por entusiastas dos produtos Mozilla), foi fundado em 1 de setembro de 1998. No Brasil, existe o br.mozdev.org.

A intenção da Mozilla Foundation é aposentar a suíte Mozilla e substituí-la pelo Firefox. Em 10 de março de 2005, foi anunciado que os lançamentos oficiais da suíte se encerrariam com as versões 1.7.x. Como existem usuários corporativos da mesma, a série 1.7.x ainda é desenvolvida tendo apenas atualizações de segurança em seu roadmap. A versão 1.8.x, que já se encontrava em estado maduro de beta, não foi liberada para não acumular trabalho com atualizações de segurança para 1.7.x e 1.8.x. A versão 1.8.x foi substituída pelo novo navegador SeaMonkey, que continua sendo desenvolvido pela comunidade colaboradora com poucas diferenças iniciais da suíte Mozilla.

Nome

O projeto, atualmente conhecido como Firefox, começou como uma divisão experimental da suíte Mozilla chamada m/b (ou mozilla/browser). Após o estágio inicial de desenvolvimento, versões de teste foram disponibilizadas ao público em setembro de 2002 sob o nome Phoenix.

O nome Phoenix vigorou até 14 de abril de 2003, quando teve que ser mudado devido à problemas de direito autoral com a fabricante de BIOS Phoenix Technologies (que produz um navegador para BIOS). O novo nome, Firebird, foi recebido com opiniões diversas, pois tinha o mesmo nome do software livre de base de dados Firebird. No final de abril, seguindo - em apenas poucas horas - uma aparente mudança de nome do navegador para Firebird browser, a Mozilla Foundation determinou que o navegador fosse chamado de Mozilla Firebird para evitar confusões com o nome do servidor de dados Firebird. Entretanto, uma contínua pressão da comunidade de software livre forçou outra mudança de nome, e em 9 de fevereiro de 2004, Mozilla Firebird se tornou Mozilla Firefox (ou somente Firefox).

O nome "Firefox", que se refere ao Panda vermelho, foi escolhido por ser parecido com "Firebird" e também por ser único na indústria da computação. A fim de evitar uma futura mudança de nome, a Mozilla Foundation deu início ao processo de registro do nome Firefox como marca registrada no Gabinete Americano de marcas e patentes em dezembro de 2003. Como o mesmo nome já havia sido registrado no Reino Unido, a Mozilla Foundation fez um acordo com a The Charlton Company.

Muitas derivações incorretas da escrita original do nome têm ocorrido, como por exemplo Fire fox, Fire Fox ou ainda FireFox. Porém, o nome oficial do browser é escrito em apenas uma palavra, e com o segundo F minúsculo: "Firefox". Ao contrário do que muitos pensam, a abreviatura de Firefox não é FF, e sim Fx.

Devido a problemas de marca registrada da Mozilla Foundation [3], os pacotes "Firefox" e "Thunderbird" foram trocados de nomes para a distribuição Linux Debian. O Debian só aceita softwares totalmente livres e, para solucionar esse problema, foram desenvolvidos os pacotes Iceweasel e Icedove, que são idênticos ao Firefox e ao Thunderbird, respectivamente. Os ícones oficiais do Iceweasel e do Icedove são, respectivamente, e .

Marca e identidade visual

O progresso no desenvolvimento da identidade visual, desde o início do projeto, é um dos aspectos mais notáveis do Firefox. Frequentemente se diz que falta ao software livre uma sólida identidade visual. As primeiras versões do Firefox foram consideradas razoáveis em relação ao design, mas não alcançavam os mesmos padrões dos softwares utilizados em larga escala. O lançamento do Firefox 0.8 em fevereiro de 2004 demonstrou o esforço em se atingir um novo visual, inclusive com novos ícones. O ícone do Firefox é desenhado desde então pelo britânico Jon Hicks.

O animal mostrado no ícone é uma raposa estilizada, por mais que "firefox" ("raposa de fogo") seja o nome utilizado para designar o Panda vermelho. Este ícone foi escolhido por não ser extremamente chamativo.

O ícone do Firefox é uma marca registrada usada para designar o Mozilla Firefox distribuído pela Mozilla. Apesar de ter o código fonte aberto, os ícones não são de uso livre. Devido a isto, versões modificadas do Firefox não estão autorizadas a usar os ícones oficiais. O mesmo ocorre nas versões beta do Firefox. Por serem modificações do original lançado, elas não podem utilizar o mesmo ícone sendo usado geralmente o ícone e modificações dele.

Roberto Augusto - Téc. de Suporte - NTE/RR

Nenhum comentário: